Cinco dicas para você ficar craque na produção e comercialização de tortas

O negócio é excelente para quem possui aptidão culinária e deseja trabalhar em casa, além de ser uma ótima opção para atrair os consumidores para padarias e confeitarias


As tortas, apreciadas em todo o mundo, constituem uma opção elegante e prática em aniversários e reuniões.

A demanda no setor de alimentação tem promovido muitas oportunidades para quem é empreendedor. As tortas, apreciadas em todo o mundo, constituem uma opção elegante e prática em aniversários e reuniões. Receitas, das mais variadas, vieram de diversos países e foram adaptadas ao gostinho brasileiro.

Como sobremesa

No Brasil, a sobremesa é responsável por 20% do faturamento do setor alimentício. A torta, considerada atualmente como uma, tem uma parcela de contribuição bastante significativa nessa estatística. Um dos segredos desse negócio é a criatividade, pois trabalhar com receitas próprias e inovadoras é um grande diferencial. A atividade, que tradicionalmente era dominada pelas mulheres, está mais aberta aos homens, em geral, excelentes pastissieres.

Higiene para manipulação dos alimentos

A higiene no ramo da alimentação deve ser absoluta. No momento da elaboração de bolos e tortas, o confeiteiro não utiliza anéis, relógios e pulseiras. Esse profissional deve sempre estar com as unhas aparadas e sem esmalte. Também é importante que, entre as etapas de preparação, enquanto se espera a confecção da calda, ou do recheio, por exemplo, nenhum alimento fique exposto ao ar, sem refrigeração.


No momento da elaboração de bolos e tortas, o confeiteiro não utiliza anéis, relógios e pulseiras.

Os resíduos do processamento de tortas são as principais fontes de nutrientes para o desenvolvimento de bactérias. Por isso, é necessário a constante higienização do local e dos equipamentos para evitar as contaminações. Ela é fundamental para a saúde do consumidor e para a  credibilidade de quem produz o alimento.

Equipamentos

Para se produzir tortas é preciso, essencialmente, uma bancada de trabalho de granito ou inox,  tanque, pias, mesas grandes, fogão, freezer, geladeira, forno elétrico ou a gás, micro-ondas, liquidificador, ralador industrial e balanças. Não podem faltar, também, batedeira, fouet, peneira, medidores, formas, pão duro, sacos e bico de confeiteiro, e placa salva-bolos.

Como fazer


As etapas de produção são confecção da massa, recheio, da calda, a montagem da torta, a cobertura e a decoração.

Primeiro, selecione e pese os ingredientes. As medidas devem ser rigorosas, pois a excelência do  resultado depende dessa precisão. Depois dessa etapa, seguem a confecção da massa e do recheio, a preparação da calda, a montagem da torta, a cobertura e a decoração.

Para untar, a dica é passar gordura vegetal hidrogenada na forma, pois ela não deixa casca na hora de desenformar. Caso o bolo permaneça grudado, na hora de retirá-lo, coloque por alguns segundos sobre o fogo, assim a gordura que untou se derrete e ele se solta. Para uma decoração ainda mais prática, utilize o chocolate em barra e um ralador. É possível também fazer pequenos espirais com um descascador de legumes.

Torta de Nozes


Torta de nozes é uma sobremesa deliciosa e sofisticada.


Torta de nozes é uma sobremesa deliciosa e sofisticada. A massa leva ovos, açúcar refinado e mascavo, nozes, licor de amêndoas, manteiga, bicarbonato, fermento e farinha. O recheio tem leite condensado, manteiga, creme de leite, conhaque e nozes. Já o marshmallow dourado é feito com açúcar refinado, água e claras de ovos.

O mercado de tortas de vitrine é bastante diversificado, atingindo lanchonetes, feiras livres, padarias, supermercados, entre outros. O pico de vendas acontece nas festividades, como Dia dos namorados, das mães, dos pais, Natal e Ano Novo.

Por: Ariádine Morgan

 

Fonte: CPT – Centro de Produções Técnicas